O predomínio educativo da televisão