Em 2023, 6,8 milhões de peregrinos participaram de pelo menos uma celebração no santuário de Fátima, em Portugal. Este número representa um aumento de 39% em relação a 2022. Se comparado a 2019, quando foram acolhidas 6,3 milhões de pessoas, o crescimento foi de 9% e mostra que o fluxo de peregrinos no santuário já se iguala ao que era registrado antes da pandemia de covid-19.

Das pessoas que estiveram no santuário de Fátima no ano passado, 1.151.287 foram peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que aconteceu em Lisboa de 1º a 6 de agosto, isto é, 17% do total de visitantes.

Esses números foram apresentados ontem (8) durante o 45º Encontro de Hoteleiros e Responsáveis de Casas religiosas que Acolhem Peregrinos em Fátima.

Segundo o santuário mariano, desde 2010, quando começaram as comemorações pelo centenário das aparições de Fátima, a média de peregrinos era entre 5 e 7 milhões. A exceção foi 2017, ano do centenário das aparições que teve a presença do papa Francisco e a canonização dos santos Francisco e Jacinta Marto. Naquele ano, o santuário recebeu mais de 9 milhões de pessoas.

Em relação ao ano de 2023, o santuário informou que 4779 grupos foram de forma organizada à Cova da Iria, sendo 3618 estrangeiros e 1161 portugueses. Esses dados representam um aumento de 58% em comparação a 2022.

No ano passado, o santuário recebeu pessoas provenientes de 94 países. Trata-se do maior número registrado desde 2017, quando 109 nacionalidades estiverem em Fátima.

Os locais de origem dos peregrinos estrangeiros são, em primeiro lugar a Europa, prevalecendo os peregrinos da Espanha, Itália e Polônia; em segundo lugar, a América, com pessoas dos EUA, Brasil e México; e em terceiro a Ásia, com peregrinos majoritariamente provenientes das Filipinas, Coreia do Sul e Vietnã.

Em relação à época do ano em que se verificou maior fluxo de peregrinos estrangeiros, o santuário disse que foram os meses de agosto, quando aconteceu a JMJ em Portugal, e outubro. Já as peregrinações portuguesas aconteceram mais em maio, mês em que é comemorada Nossa Senhora de Fátima no dia 13, e setembro.

No ano passado, foram registradas 9557 celebrações no santuário de Fátima, incluindo oficiais e particulares, um aumento de 16% em relação ao ano anterior. Este dado, porém, ainda não atingiu o registro de 2019, antes da pandemia, quando foram contabilizadas 10136 celebrações.

Também foram celebrados em 2023 no santuário de Fátima 27 casamentos, 130 batizados, 626 bodas matrimoniais e 113500 confissões.