Vittorio Messori: Não há como questionar a verdade histórica do Evangelho

Vittorio Messori / Crédito: Domínio Público