Um dia depois do Natal, Estado Islâmico anunciou que executou 11 cristãos

Imagem referencial. Crédito: Pixabay (Domínio público)