Religiosa conta ao Papa como batizou a filha de um comunista retirando água de um canal com o seu sapato

A religiosa albanesa e o Papa Francisco (Captura de tela CTV)