Para alta funcionária da ONU, leis pró-vida são "violência contra a mulher"

Imagem referencial. Crédito: Pixabay