Papa reconhece o martírio de 10 religiosas polonesas assassinadas pelo Exército Vermelho

Por Miguel Pérez Pichel | ACI Prensa
A irmã Paschalina Jahn encabeça o grupo de 10 religiosas polonesas martirizadas. Foto: Vatican Media