Papa reconhece o direito à legítima defesa "como último recurso"

Papa Francisco durante a coletiva de imprensa no avião. Foto: ACI Prensa