Papa reconhece martírio de cinco padres fuzilados pelo regime socialista

Henry Planchat e o papa Francisco / Foto: Vatican Media