Intervenções sobre genoma de embriões são o “maior ataque à pessoa no século XXI”

Foto referencial. Foto: Pixabay.