Igreja Católica jamais tolerará violar segredo de confissão, afirma funcionário vaticano