Hoje a Igreja celebra São Januário, o santo da “liquefação do sangue”