Bispo critica teóloga que chamou de racismo oposição à ordenação de mulheres

Dom Stefan Oster, Bispo de Passau / Crédito: Diocese de Passau