Bento XVI responde a críticas à sua reflexão sobre Igreja e a crise de abuso sexual

Papa Emérito Bento XVI. Crédito: Vatican Media