Apoio de Macron ao aborto é retrocesso terrível, diz Observatório de Bioética

Emmanuel Macron / Remi Jouan (CC POR 4.0)