A Igreja serve sempre à vida desde a concepção até a morte natural, diz autoridade vaticana