Papa lava pés a refugiados e denúncia que um “Judas” atuou nos ataques a Bruxelas

Por Eduardo Berdejo