Pais sairão às ruas contra o projeto de lei que “nega a liberdade de ensino”