O Chile demonstra que o aborto não reduz a taxa de mortalidade materna