Não fiquem olhando a vida do balcão, nem com a alma “sentada”, exorta o Papa Francisco

Por Miguel Pérez Pichel
Foto L'Osservatore Romano