Não é crime denunciar abusos do governo, diz padre impedido de voltar à Nicarágua

Padre Guillermo Blandón / Facebook