Médicos australianos pedem que proibição de fármaco abortivo RU-486 continue