João Paulo II pediu que o Evangelho de São João fosse lido para ele antes de morrer