João Paulo II deixa "uma igreja mais valente, livre e jovem", diz o Papa