Fomos escolhidos, sonhados e perdoados por Deus, afirma o Papa

Por Miguel Pérez Pichel