Exorcista: A tentação, não a possessão, é a atividade demoníaca mais significativa

Imagem de referência / Crédito: Unsplash