Com críticas à moral católica, ex-vigário alemão deixa a Igreja e diz ter violado o celibato

O ex-vigário de Speyer Andreas Sturm / Diocese de Speyer (CC-BY-4.0)