Cristianismo cresce na África graças à falta de apoio e à perseguição, sugere estudo

Cynthia Pérez
Ordenação de 25 diáconos de seis países africanos na Paróquia de São João Evangelista, Karen, arquidiocese de Nairobi, Quênia. Crédito: ACI África.