Católico absolvido de blasfêmia vive escondido há quase 20 anos por medo de extremistas islâmicos

Shafique Masih. Crédito: Twitter de Ajuda à Igreja que Sofre