Cardeal Ruini, colaborador de São João Paulo II, afirma: a abstinência não é desumana