A dignidade humana é inviolável desde a concepção até o último suspiro, diz o Papa

Por Miguel Pérez Pichel
Foto: Daniel Ibáñez (CNA)