Usain Bolt foi convidado para falar no Vaticano sobre a liberdade religiosa