Testemunho de um sacerdote condenado à morte pelo regime comunista fez o Papa chorar

O Pe. Ernest Simoni e o Papa Francisco na Albânia (Captura tela CTV)