Qualquer pessoa pode viver o celibato, diz sacerdote indígena no Sínodo

Pe. Justino Sarmento Rezende, durante sua intervenção. Foto: Daniel Ibáñez / ACI Prensa