País muçulmano proíbe São Valentim