"O aborto é hoje a primeira causa de morte no mundo", denuncia perito

Alejandro Navas