Nunca se atacou tanto a família e o matrimônio como atualmente, denuncia o Papa Francisco

Membros do movimento Schoenstatt na audiência com o Papa (Foto Petrik Bohumil)