Novo código penal brasileiro poderia permitir e aborto e eutanásia, advertem pró-vidas