Carregando...
Legionários detalham investigação de 7 sacerdotes acusados de abusos

Roma, 11 Mai. 12 / 04:27 pm (ACI).- A Legião de Cristo explicou detalhadamente o procedimento que seguem na congregação quando existem acusações tratando de abusos sexuais como os é o caso de 7 de seus sacerdotes, acusados deste delito, em denuncias que em sua maioria lavam mais de décadas, e que estão sendo atualmente investigadas pelo Vaticano.

A explicação está contida em um comunicado enviado a todos os sacerdotes da Legião.  Por sua parte o P. Federico Lombardi, Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, afirmou aos jornalistas em Roma: "honestamente não sei onde está o problema, nem onde está a notícia" considerando que "os superiores eclesiásticos competentes dos Legionários de Cristo seguiram as normas em vigor, ao levar à Congregação para a Doutrina da Fé alguns dos casos que tiveram conhecimento, ocorridos várias décadas atrás".

No comunicado se destaca que efetivamente "nos últimos anos e em diferentes países, chegaram aos Superiores Maiores da Legião de Cristo algumas acusações de fatos imorais graves e delicta graviora cometidos por alguns legionários".

"Quando um diretor territorial ou o diretor geral recebe uma denúncia deste gênero ou quando existem suspeitas fundadas, se seguem as leis civis vigentes, conforme os países, e quando as autoridades civis permitem, se abre também uma investigação interna prévia para cada caso (cf. can. 1717 §1)", explica o texto.

Logo depois, o comunicado precisa que “nos Estados Unidos, quando a acusação tem a ver com menores de idade, isto se faz de acordo aos critérios do ente independente de creditação Praesidium (http://www.praesidiuminc.com).".

O texto indica ademais que “se a investigação interna conclui que a acusação é verossímil e se trata de delicta graviora, de acordo com as normas canônicas vigentes, o caso se remete à Congregação para a Doutrina da Fé (CDF) para que este dicastério diga ao Superior Maior correspondente os ulteriores passos a serem dados”.

O comunicado precisa que "das acusações recebidas pelos Superiores Maiores a partir de que a responsabilidade para os casos de abusos de menores por parte de clérigos foi assumida pela CDF, sete resultaram verossímeis depois da investigação interna e a Legião os remeteu à CDF".

"Só um caso de abuso de menores por parte de um sacerdote se refere a fatos recentes, os outros são de várias décadas atrás", acrescenta.

A seguir explicam “também chegaram à CDF duas acusações formais de atos que não se consideram delicta graviora. Assim mesmo, se deram acusações de delicta graviora a legionários que, depois da investigação correspondente (civil ou canônica), foram declarados inocentes”.

“Durante a investigação das autoridades civis (se é o caso) ou durante a investigação canônica prévia e enquanto o caso é estudado na CDF, os diretores territoriais ou o diretor geral aplicaram medidas cautelares restringindo o ministério sacerdotal do acusado, pois a proteção das crianças e das comunidades é prioritária para a Congregação, sem por isso, adiantar uma determinação sobre sua culpabilidade", afirma também o comunicado.
Na parte final do comunicado os legionários reiteram seu compromisso “de continuar favorecendo e propiciando ambientes seguros para crianças e jovens, especialmente através da aplicação de códigos de conduta para os legionários, consagrados e leigos que têm contato com menores nas nossas diferentes instituições".

"Convidamos todos a respeitar e encomendar estes nossos irmãos e sobre tudo às pessoas afetadas", conclui a circular.

Para ver o documento na íntegra, visite: http://www.legionariesofchrist.org/por/articulos/articulo2.phtml?se=243&ca=703&te=475&id=36707&csearch=703

Etiquetas: abusos sexuais, Legionários de Cristo

* Obrigado por seu comentário. O número de mensagens que podem estar online é limitado. A tamanho dos comentários não deve exceder a 1500 caracteres. ACI Digital se reserva ao direito de publicação das mensagens segundo sua idoneidade e teor. ACI Digital não se solidariza necessariamente com os comentários nem as opiniões expressas por seus usuários.

RECOMENDAMOS »

Out
23

Católico em dia

23 de outubro de 2014

  • Você sabia que: O acender o Círio Pascal é um memorial da Páscoa. Durante todo o tempo pascal o círio estará aceso para indicar a presença de Cristo Ressuscitado.

Videos

Santo Antônio de Pádua
Santo Antônio de Pádua
San José de Anchieta
A falta de oração leva à mediocridade espiritual
Papa Francisco: Nem a doença, nem a morte, poderá nos separar de Cristo
O Papa: A Igreja é a casa da Alegria
A comunhão fraterna leva à comunhão com Deus, diz o Papa
O Papa no Encontro Mundial das Famílias: Viver a Reconciliação Sempre
Maria é modelo de caridade e união com Cristo, destaca o Papa
Francisco exorta a rezar sempre sem jamais cansar-se
Rezar e anunciar o Evangelho é tarefa de todo cristão, afirma Francisco
Deus, nossa força, nos surpreende e nos pede sermos fiéis
O verdadeiro cristão segue o Senhor até a Cruz
A fé é a respiração da alma
Papa Francisco sobre Naufrágio em Lampedusa: uma vergonha!
Deus sempre acompanha a humanidade ao longo da história
Bento XVI: Jesus nos mostra o rosto de Deus
Bento XVI recorda que devemos ser sinais da ação de Deus no mundo
Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo atual
Bento XVI: Deus não é um absurdo embora seja sempre um Mistério
Bento XVI fala de três vias para que o coração do homem chegue a Deus
O homem, mendigo de Deus: catequese de Bento XVI
A fé nunca é um ato puramente individual, destaca Bento XVI
Bento XVI: Não nos basta a ciência, é a fé que nos sustenta
Bento XVI: a plenitude humana consiste no amor
Missa de abertura do Ano da Fé

Podcast

Evangelho do dia

Lucas 24, 1-12

Evangelho
Data
03/30/14
03/29/14
03/28/14

Homilia do dia

Lucas 18,9-14

Homilia
Data
03/29/14
03/28/14
03/27/14

Mais Popular

  Assinar 
Cancelar Assinatura
  

Siga-nos: