Falar do inferno é um ato de amor, diz Bispo paraguaio

Dom Rogelio Livieres