Carregando...
Exorcista espanhol adverte sobre livros "envenenados" do jesuíta Juan Masiá

Sacerdote jesuíta Juan Masiá. Foto: Blog En la Frontera

MADRI, 03 Jan. 13 / 02:28 pm (ACI/EWTN Noticias).- O sacerdote exorcista espanhol José Antonio Fortea advertiu os fiéis católicos a não lerem os livros “envenenados” do jesuíta Juan Masiá Clavel, abertamente contrários à doutrina da Igreja Católica.

Recentemente o Pe. Masiá escreveu uma conversação fictícia do Papa Bento XVI com o arcanjo Gabriel, na que este último assegurava que “Maria e José fizeram o menino que o Espírito lhes deu”, negando assim a virgindade de Maria.

Em um texto publicado no seu blog, o Pe. Fortea assinalou que “o jesuíta Masiá publicou um livro no qual, fiel à sua trajetória pessoal, nega aspectos da fé do modo mais dissimulado possível”.

“Querido Masiá, com todo carinho, com todo amor, devo recordar às ovelhas que não se apascentem de pastos envenenados como estes livros”, disse o Pe. Fortea.

O exorcista espanhol, que atualmente realiza seu doutorado em Teologia em Roma, explicou que “supõe- se que a fé deveria ser uma proclamação. E a teologia não é outra coisa que um aprofundamento nessa proclamação”.

“Visto do lado dos proclamadores do Evangelho, não deixa de surpreender que um jesuíta se dedique à acrobacia teológica: digo mas não digo; isto não é assim, mas também não digo que não é assim; e coisas pelo estilo”, criticou.

O Pe. Fortea sublinhou que tanto “em gramática e em Teologia Dogmática, o verbo ser é muito claro. As coisas são verdade ou não são verdade, aconteceram ou não aconteceram”. “Podemos complicar as coisas tudo o que queiramos, mas no final da história o juiz perguntará zangado: Vejamos, você cravou a faca na sua mulher ou não?”, assinalou.

“Aqui não vale dizer ao juiz: Eu só a assassinei um pouquinho, ou eu a assassinei como verdade metahistórica. Não vale que o acusado diga: como verdade poética eu não a matei”, indicou.

O exorcista espanhol dirigiu-se ao jesuíta dizendo que “a fé que recebemos desde o começo, em uma Tradição ininterrupta, é que os quatro evangelhos são um fidelíssimo reflexo da verdade; da verdade histórica, Masiá”.

O Pe. Fortea lhe assegurou ao jesuíta em seu post que “se houvesse dito essas coisas diante da Madre Teresa de Calcutá, ela o acompanharia à porta do convento e lhe diria: muito obrigado, padre, não precisa voltar mais”.

“Ela o fez uma vez com um sacerdote desmitologizador, moderno e progressista. Depois, a Santa de Calcutá se sentou diante de suas freiras e recordou a Fé da Igreja repassando ponto por ponto as coisas ditas pelo pregador”, recordou.

“Masiá, recorda que somos seguidores de Cristo, que de certa forma somos como os continuadores daqueles rabinos que pregaram no tempo de Esdras, como aqueles que explicaram a Lei em tempo dos Macabeus. Nós os sacerdotes, somos esses rabinos aos quais chegou a Luz da Nova Aliança”, disse.

O exorcista espanhol remarcou que “somos descendentes espirituais dos que cruzaram o Mar Vermelho com os egípcios atrás deles, perseguindo-os. Depois, conhecemos o Evangelho, São Paulo o ensina, lemos as cartas de São Pedro e de São João”.

“Tudo é uma continuidade. Nossa Sancta Ecclesia se apóia em uma tradição, em uma Santa Tradição”, concluiu.

O jesuíta Juan Masiá tem ficado conhecido no Brasil por uma série de artigos e entrevistas aparecidos na página da universidade jesuíta UNISINOS (RS), nos quais entre outras posturas criticáveis desde a sã doutrina católica, o religioso afirma que a Igreja não condena a pílula do dia seguinte e nos quais ele apoia posturas controvertidas, e inclusive consideradas heréticas, do falecido cardeal Carlo Martini no campo da bioética.

Etiquetas: Exorcista, Jesuita

* Obrigado por seu comentário. O número de mensagens que podem estar online é limitado. A tamanho dos comentários não deve exceder a 1500 caracteres. ACI Digital se reserva ao direito de publicação das mensagens segundo sua idoneidade e teor. ACI Digital não se solidariza necessariamente com os comentários nem as opiniões expressas por seus usuários.

RECOMENDAMOS »

Ago
30

Católico em dia

30 de agosto de 2014

  • Você sabia que: O Colégio cardenalício divide-se em três ordens: o episcopal - aos quais o Papa assigna uma Igreja suburbicária e os Patricarcas orientais -, o presbiteral e o diaconal.

Videos

Santo Antônio de Pádua
Santo Antônio de Pádua
San José de Anchieta
A falta de oração leva à mediocridade espiritual
Papa Francisco: Nem a doença, nem a morte, poderá nos separar de Cristo
O Papa: A Igreja é a casa da Alegria
A comunhão fraterna leva à comunhão com Deus, diz o Papa
O Papa no Encontro Mundial das Famílias: Viver a Reconciliação Sempre
Maria é modelo de caridade e união com Cristo, destaca o Papa
Francisco exorta a rezar sempre sem jamais cansar-se
Rezar e anunciar o Evangelho é tarefa de todo cristão, afirma Francisco
Deus, nossa força, nos surpreende e nos pede sermos fiéis
O verdadeiro cristão segue o Senhor até a Cruz
A fé é a respiração da alma
Papa Francisco sobre Naufrágio em Lampedusa: uma vergonha!
Deus sempre acompanha a humanidade ao longo da história
Bento XVI: Jesus nos mostra o rosto de Deus
Bento XVI recorda que devemos ser sinais da ação de Deus no mundo
Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo atual
Bento XVI: Deus não é um absurdo embora seja sempre um Mistério
Bento XVI fala de três vias para que o coração do homem chegue a Deus
O homem, mendigo de Deus: catequese de Bento XVI
A fé nunca é um ato puramente individual, destaca Bento XVI
Bento XVI: Não nos basta a ciência, é a fé que nos sustenta
Bento XVI: a plenitude humana consiste no amor
Missa de abertura do Ano da Fé

Podcast

Evangelho do dia

Lucas 24, 1-12

Evangelho
Data
03/30/14
03/29/14
03/28/14

Homilia do dia

Lucas 18,9-14

Homilia
Data
03/29/14
03/28/14
03/27/14

Mais Popular

  Assinar 
Cancelar Assinatura
  

Siga-nos: