Carregando...
Dom Bergonzini convoca manifestação pública para pedir CPI da verdade sobre o aborto

SÃO PAULO, 16 Mar. 12 / 09:52 am (ACI).- Continuando sua luta pela vida do não-nascido, Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, bispo emérito de Guarulhos, convocou uma manifestação para pedir ao governo uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a verdade do aborto no Brasil.

“Os 82% ou 71% do povo brasileiro contra a liberação do aborto precisam saber toda a verdade e merecem respeito. Os Parlamentos brasileiros não podem mais se omitir! Não dá mais para esconder os financiamentos internacionais e interesses assassinos e escusos por trás da campanha a favor do aborto”, ressaltou o bispo em seu comunicado.

“Precisamos de "comissões da verdade" para dar vida às pessoas e não morte. O Senado e a Câmara Federal podem criar CPIs. As Assembleias Legislativas estaduais e as Câmaras Municipais também podem criar CPIs para investigar entidades abortistas sediadas em seus estados e municípios”, afirmou também o prelado em sua carta de pedido para a instauração da CPI.

Segundo o bispo há várias justificativas para iniciar a CPI do aborto e mostrar a verdadeira face oculta da cultura da morte, da campanha pelo aborto livre.

A primeira destacada pelo prelado é que os abortistas criaram o mito do “maternicídio” em abortos clandestinos usando números mentirosos para assustar o povo, enganar os parlamentares e tentar legalizar o aborto.

“Já falaram em três milhões, um milhão e, agora, falam em 200 mil mortes maternas por ano. Por esses números teríamos um “maternicídio”. Os abortistas usam o número de curetagens em ABORTOS ESPONTÂNEOS realizados pelo SUS (cerca de 180 mil/ano) para dizer que são abortos clandestinos ou mortes maternas de mulheres negras ou pobres”.  

O Ministério da Saúde informou que no primeiro semestre de 2011, foram 705 mortes maternas.  Se o número for repetido no segundo semestre, serão 1.410 mortes materna no ano.  Infinitamente menor que 200 mil, um milhão, três milhões!  Um genocídio de bebês não salvará a vida de nenhuma gestante. Precisamos dar condições alimentares e de saúde para salvar a vida dessas 1.410 gestantes.

“As mortes maternas acontecem por falta de saúde pública adequada. Em BH,  95,5% das mortes maternas foram causadas por falha no atendimento de saúde, em 2010”, afirmou Dom Bergonzini, ressaltando que a verdade do problema da mortalidade materna no Brasil é a falta de saúde pública.

Outro ponto que justificaria uma CPI sobre o aborto é o argumento dos abortistas que as mulheres ricas, de todas as cores de peles, têm dinheiro para pagar seus abortos enquanto as mulheres pobres ou negras (usam a cor para vincular suas propostas ao racismo) “morrem porque não têm dinheiro para pagar os abortos”.

A verdade é que “as propostas dos abortistas são todas no sentido de assassinar os filhos das mulheres pobres”, revelou o bispo.

Por outro lado, o bispo pede que se esclareça a verdade sobre os interesses econômicos de fundações estrangeiras como a Ford (segundo a denúncia feita recentemente pelo blogger católico Reinaldo de Azevedo) que destinam milhões de dólares ao negócio do aborto no Brasil.

“É preciso descobrir como (se legalmente) e quem envia, quem recebe e proibir esse tipo de atividade destinada à matança dos brasileiros. É preciso confiscar esse dinheiro e destiná-lo à saúde”, afirma Dom bergonzini.

Desbancando o argumento de que as mulheres podem alegar falta de saúde psicológica para levar adiante uma gravidez e assim abortar livremente (que é uma das propostas do anteprojeto de reforma do código penal que está ocorrendo em Brasilia) Dom Bergonzini ressalta que a “maternidade é um dom natural”.  “O Estado tem obrigação de dar proteção à maternidade e dar assistência às gestantes desamparadas”, frisou.

Outro “mito” que o bispo quer esclarecer mediante a CPI é que nos casos de estupro as mulheres têm todo o direito de abortar, e fazê-lo com fundos do governo.

“Os governos e os parlamentos podem criar um subsídio financeiro para a mãe, até o nascimento do bebê, e simplificar a adoção, para reduzir o tempo de espera dos adotantes e evitar disputas judiciais entre a mãe adotiva e a mãe biológica”, propôs o prelado que no ano passado ganhou da Human Life International o prêmio Von Gallen pela sua luta pelo direito a nascer.    

Outras situações que justificariam a CPI do aborto seria o caso dos anencéfalos, que como ser humano sim têm o direito a nascer e a verdade sobre a participação do Brasil pacto de San Jose da Costa Rica, que protege a vida do não nascido e tem caráter vinculante para o Brasil.

“Toda pessoa tem direito de que se respeite sua vida. Esse direito deve ser protegido pela lei e, em geral, desde o momento da concepção. Ninguém pode ser privado da vida arbitrariamente.  Nos termos do art. 44, da Convenção, se aprovada a liberação do aborto, os organismos de defesa da vida poderão denunciar o Governo Brasileiro junto a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, sediada em Washington, Estados Unidos da América”, acrescentou.

Outra séria razão alegada pelo prelado é que permitir o aumento dos números de mortes de bebês pelo aborto poderia qualificar esta ação como genocídio.

“A elaboração de leis que possibilitem o assassinato em massa de filhos de mulheres pobres tem a conotação de impedir nascimentos no seio desse grupo nacional (pobres), podendo levar a denúncias no Tribunal Penal Internacional”, recalca o bispo emérito de Guarulhos.

“A vida é uma dádiva de Deus. Precisamos acabar com a cultura da morte, para reduzir a violência e gerar a paz”, conclui Dom Bergonzini.

Para este fim, o bispo convocou “as crianças, os jovens, os adultos, os idosos, os cristãos, de todas as denominações, os não-cristãos, todos defensores da vida para, que no dia 21.03.2012, comparecerem na concentração, a partir das 11:00 horas, na escadaria da Catedral da Sé, em São Paulo, para, em seguida, a partir das 12:30 h,  participarem da manifestação – CPI da verdade sobre o aborto, Já!, em frente ao forum João Mendes, na praça João Mendes, centro de São Paulo”.

Etiquetas: Dom Luiz Gonzaga Bergonzini, Aborto

* Obrigado por seu comentário. O número de mensagens que podem estar online é limitado. A tamanho dos comentários não deve exceder a 1500 caracteres. ACI Digital se reserva ao direito de publicação das mensagens segundo sua idoneidade e teor. ACI Digital não se solidariza necessariamente com os comentários nem as opiniões expressas por seus usuários.

RECOMENDAMOS »

Set
2

Católico em dia

2 de setembro de 2014

  • Você sabia que: Os Cardeais são eleitores do Papa desde 1059, seguindo atualmente as orientações da Constituição Apostólica de João Paulo II "Universi Dominici gregis".

Videos

Santo Antônio de Pádua
Santo Antônio de Pádua
San José de Anchieta
A falta de oração leva à mediocridade espiritual
Papa Francisco: Nem a doença, nem a morte, poderá nos separar de Cristo
O Papa: A Igreja é a casa da Alegria
A comunhão fraterna leva à comunhão com Deus, diz o Papa
O Papa no Encontro Mundial das Famílias: Viver a Reconciliação Sempre
Maria é modelo de caridade e união com Cristo, destaca o Papa
Francisco exorta a rezar sempre sem jamais cansar-se
Rezar e anunciar o Evangelho é tarefa de todo cristão, afirma Francisco
Deus, nossa força, nos surpreende e nos pede sermos fiéis
O verdadeiro cristão segue o Senhor até a Cruz
A fé é a respiração da alma
Papa Francisco sobre Naufrágio em Lampedusa: uma vergonha!
Deus sempre acompanha a humanidade ao longo da história
Bento XVI: Jesus nos mostra o rosto de Deus
Bento XVI recorda que devemos ser sinais da ação de Deus no mundo
Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo atual
Bento XVI: Deus não é um absurdo embora seja sempre um Mistério
Bento XVI fala de três vias para que o coração do homem chegue a Deus
O homem, mendigo de Deus: catequese de Bento XVI
A fé nunca é um ato puramente individual, destaca Bento XVI
Bento XVI: Não nos basta a ciência, é a fé que nos sustenta
Bento XVI: a plenitude humana consiste no amor
Missa de abertura do Ano da Fé

Podcast

Evangelho do dia

Lucas 24, 1-12

Evangelho
Data
03/30/14
03/29/14
03/28/14

Homilia do dia

Lucas 18,9-14

Homilia
Data
03/29/14
03/28/14
03/27/14

Mais Popular

  Assinar 
Cancelar Assinatura
  

Siga-nos: