Considerar a inspiração de Deus é decisivo para entender a Bíblia, afirma Bento XVI