Celibato não é obstáculo para novas vocações, afirma Prefeito vaticano

Cardeal Mauro Piacenza.