Carregando...

Manchetes

Santos porém humanos: Os defeitos do João Paulo II e João XXIII

23/04/2014 - 05:14 pm .- Os postuladores das causas de canonização dos Pontífices, Mons. Slawomir Oder (João Paulo II) e o Padre Giovangiuseppe Califano O.F.M. (João XXIII), explicaram aos jornalistas reunidos no Escritório da Santa Sé, na manhã desta terça-feira, 23, que os novos Santos também tinham defeitos e isso “demonstra sua humanidade”.   Os peritos ressaltaram os sinais de santidade mais evidentes em ambos os pontífices, mas também, responderam às perguntas dos jornalistas, e asseguraram que como seres humanos, os pontífices tinham suas próprias limitações.   Mons. Oder assinalou que João Paulo II “era um homem com sangue nas veias”, que assim como “não tinha problemas em demonstrar seus sentimentos”, às vezes “se zangava, e isso demonstrava sua humanidade”.   O sacerdote polonês recordou que em uma de suas viagens, recomendaram ao Papa João Paulo II usar colete antibalas. Entretanto, o Pontífice renunciou energicamente a este tipo de proteção com uma negativa. “Rechaçou-o porque confiava em outro tipo de proteção”, assinalou Mons. Oder.   O Pe. Califano indicou que o Papa João XXIII, conhecido como o Papa “Bom”, também tinha defeitos e “estava acostumado a preocupar-se muito pelas coisas, mas tinha um sentido de simplicidade e sabedoria que o ajudavam a ser irônico consigo mesmo”.   “Um dia, um Bispo recém nomeado lhe confessou não poder dormir pelas noites devido à ansiedade que lhe causava a responsabilidade de seu cargo. O Papa (João XXIII) disse-lhe ‘É mesmo? O mesmo me sucedia quando fui eleito Papa. Mas um dia sonhei com meu Anjo da Guarda e ele me disse que não levasse as coisas tão a sério’”.   Ambos os postuladores coincidiram em que “todos temos defeitos, mas a verdadeira santidade é aquela na que o homem responde à graça de Deus corrigindo seus erros”.  

Papa Francisco pede que não fiquemos de “braços cruzados” ante a realidade do desemprego

23/04/2014 - 05:00 pm .- O Papa Francisco expressou esta quarta-feira sua proximidade aos trabalhadores da siderúrgica Lucchini de Piombino -que enviaram um vídeo onde expressam sua preocupação pelo fechamento desta empresa italiana-, e exortou todos os responsáveis a não ficarem “de braços cruzados” ante o desemprego e serem criativos para devolver a esperança às pessoas afetadas pela crise.   “Ontem recebi um vídeo da parte dos operários da Lucchini de Piombino, enviado antes do fechamento da empresa e que verdadeiramente me comoveu. Fiquei triste”, expressou o Pontífice ao final da Audiência Geral na Praça de São Pedro.   “Queridos operários, queridos irmãos, em seus rostos estava desenhada uma profunda tristeza e preocupação de pais de família que só pedem seu direito de trabalhar, para viver de forma digna e para poder custodiar, alimentar e educar a seus próprios filhos. Tenham a segurança de minha proximidade e de minha oração”, assegurou.   Por isso, respirou-os a não desanimar-se, pois “o Papa está junto a vocês e reza por vocês, para que quando se apagam as esperanças humanas permaneça sempre acesa a esperança divina que jamais decepciona”.   “Queridos operários, queridos irmãos, eu os abraço fraternalmente e a todos os responsáveis lhes peço que cumpram todo esforço de criatividade e de generosidade para reacender a esperança nos corações destes nossos irmãos e no coração de todas as pessoas sem emprego por causa do esbanjamento e da crise econômica! Por favor abram os olhos e não fiquem de braços cruzados!”, concluiu.  

Buscar a verdadeira esperança que traz o Ressuscitado, alenta o Papa Francisco

23/04/2014 - 04:49 pm .- O Papa Francisco presidiu nesta quarta-feira a Audiência Geral na Praça de São Pedro e exortou os fiéis a não procurarem Cristo vivo entre as “coisas mortas” que oferece o mundo, como o poder e o êxito, que só dão uma alegria “por um minuto, por um dia, uma semana ou um mês”, mas a verdadeira esperança que brinda o Senhor Ressuscitado.   O Pontífice disse que precisamos escutar a pergunta dos anjos às mulheres que chegaram à tumba "por que procuram entre os mortos ao que está vivo? por que procuram entre os mortos ao que está vivo?" (Lc 24,5). Estas palavras são como uma pedra milhar na história; mas também uma "pedra de tropeço", se não nos abrirmos à Boa Notícia, se pensarmos que um Jesus morto molesta menos que um Jesus vivo!”.    “Se escutarmos, podemos nos abrir a Aquele que dá a vida, Aquele que pode dar a verdadeira esperança. Neste tempo pascal, nos deixemos novamente tocar pelo estupor do encontro com Cristo ressuscitado e vivo, pela beleza e a fecundidade de sua presença”, asseverou o Papa.     A seguir a catequese completa do Papa:   Queridos irmãos e irmãs, bom dia!   Esta semana é a semana da alegria: celebramos a Ressurreição de Jesus. É uma alegria verdadeira, profunda, baseada na certeza de que Cristo ressuscitado não morre mais, mas está vivo e ativo na Igreja e no mundo. Tal certeza mora nos corações dos crentes daquela manhã de Páscoa, quando as mulheres foram ao sepulcro de Jesus e os anjos disseram a elas: “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?” (Lc 24, 5). “Por que procurais entre os mortos aquele que está vivo?”. Estas palavras são como uma pedra milenar na história; mas também uma “pedra de tropeço”, se não nos abrimos à Boa Notícia, se pensam que dê menos cansaço um Jesus morto que um Jesus vivo! Em vez disso, quantas vezes, no nosso caminho cotidiano, temos necessidade de ouvirmos dizer: “Por que estais procurando entre os mortos Aquele que está vivo?”. Quantas vezes nós procuramos a vida entre as coisas mortas, entre as coisas que não podem dar vida, entre as coisas que hoje são e amanhã não serão mais, as coisas que passam… “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?”. Temos necessidade disso quando nos fechamos em qualquer forma de egoísmo ou de auto-piedade; quando nos deixamos seduzir pelos poderes terrenos e pelas coisas deste mundo, esquecendo Deus e o próximo; quando colocamos as nossas esperanças em vaidades mundanas, no dinheiro, no sucesso. Então a Palavra de Deus nos diz: “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?”. Por que estás procurando ali? Aquela coisa não pode te dar vida! Sim, talvez te dará uma alegria de um minuto, de um dia, de uma semana, de um mês… e depois? “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?”. Esta frase deve entrar no coração e devemos repeti-la. Vamos repeti-la juntos três vezes? Façamos um esforço? Todos: “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?” [repete com a multidão] Hoje, quando voltarmos para casa, digamos essa frase do coração, em silêncio, e nos façamos esta pergunta: por que eu, na vida, procuro entre os mortos Aquele que está vivo? Fará bem a nós.   Não é fácil ser aberto a Jesus. Não se deduz aceitar a vida do Ressuscitado e a sua presença em meio a nós. O Evangelho nos faz ver diversas reações: aquela do apóstolo Tomé, aquela de Maria Madalena e aquela dos dois discípulos de Emaús: faz bem a nós confrontarmo-nos com eles. Tomé coloca uma condição à fé, pede para tocar a evidência, as chagas; Maria Madalena chora, O vê, mas não O reconhece, dá-se conta de que é Jesus somente quando Ele a chama pelo nome; os discípulos de Emaús, deprimidos e com sentimentos de derrota, chegam ao encontro com Jesus deixando-se acompanhar por aquele misterioso andarilho. Cada um por caminhos diversos! Buscavam entre os mortos Aquele que está vivo e foi o mesmo Senhor a corrigir a rota. E eu o que faço? Qual a rota sigo para encontrar o Cristo vivo? Ele estará sempre próximo a nós para corrigir a rota se nós tivermos errado.   “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?” (Lc 24, 5). Esta pergunta nos faz superar a tentação de olhar para trás, para aquilo que foi ontem, e nos impele a seguir adiante rumo ao futuro. Jesus não está no sepulcro, é o Ressuscitado! Ele é o Vivo, Aquele que sempre renova o seu corpo que é a Igreja e o faz caminhar atraindo-o para Ele. “Ontem” é o túmulo de Jesus e o túmulo da Igreja, o sepulcro da verdade e da justiça; “hoje” é a ressurreição perene rumo à qual nos impele o Espírito Santo, doando-nos a plena liberdade.   Hoje é dirigida também a nós esta interrogação. Você, por que procuras entre os mortos Aquele que está vivo, você que se fecha em si mesmo depois de um fracasso e você que não tem mais a força de rezar? Por que procuras entre os mortos Aquele que está vivo você que se sente sozinho, abandonado pelos amigos e talvez também por Deus? Por que procuras entre os mortos Aquele que está vivo você que perdeu a esperança e você que se sente aprisionado pelos seus pecados? Por que procuras entre os mortos Aquele que está vivo você que aspira à beleza, à perfeição espiritual, à justiça, à paz? Precisamos ouvir repetir e recordarmos sempre a advertência do anjo! Esta advertência, “Por que procurais entre os mortos aquele que está vivo”, ajuda-nos a sair dos nossos espaços de tristeza e nos abre aos horizontes da alegria e da esperança. Aquela esperança que remove as pedras dos sepulcros e encoraja a anunciar a Boa Nova, capaz de gerar vida nova para os outros. Repitamos esta frase do anjo para tê-la no coração e na memória e depois cada um responda em silêncio: “Por que procurais entre os mortos Aquele que está vivo?”   Repitamos a frase! [repete com a multidão] Vejam, irmãos e irmãs, Ele está vivo, está conosco! Não caminhemos para tantos sepulcros que hoje te prometem alguma coisa, beleza, e depois não te dão nada! Ele está vivo! Não procuremos entre os mortos Aquele que está vivo! Obrigado.

Órfãos escrevem ao Papa Francisco e pedem que visite a Colômbia

21/04/2014 - 03:20 pm .- Depois da audiência geral da quarta-feira 16 de abril, o Papa Francisco recebeu centenas de cartas escritas por órfãos e idosos procedentes dos cinco continentes, e uma especial missiva de crianças colombianas pedindo a visita do Pontífice ao seu país.   “Senhor Papa… Quero te pedir que venha a Colômbia”, escrevia o pequeno Pedro José, um menino que vive em um orfanato deste país. Junto a ele, também escreveram ao Papa outros 40 de seus companheiros.   Muitos dos remetentes pediram ao Papa uma oração pela paz e a unidade no mundo. Gloria Herráiz, de 88 anos de idade, quem vive em uma clínica de repouso na Espanha, enviou ao Papa suas saudações em nome de todos seus companheiros de residência; enquanto Adelina, de 87, agradeceu ao Pontífice pela proximidade que sempre demonstra aos idosos”.   As cartas fossem entregues ao Papa por uma delegação de universitários dos cinco continentes, que participam esta semana em Roma no Fórum UNIV 2014, promovido pela Prelatura do Opus Dei.   O Papa Francisco saudou os jovens ao final da audiência e abençoou centenas de crucifixos e rosários para que os repartam entre os órfãos e os idosos quando retornarem a seus países de origem.   As cartas entregues ao Papa procuram seguir o chamado do Papa Francisco de ir “para as periferias”, e procedem das visitas e encontros pessoais destes jovens a estas pessoas em diversos países da América Latina, Índia, Estados Unidos, Austrália, Canadá, Quênia, China, e Israel.  

“Peçamos que Maria nos introduza na alegria pascal”, disse o Papa no Regina Coeli

21/04/2014 - 02:36 pm .- Nesta Segunda-feira, no contexto da Oitava de Páscoa, o Papa Francisco presidiu a oração do Regina Caeli, e sublinhou que os cristãos podemos seguir desejando-nos Feliz Páscoa, como se o domingo de Ressurreição fosse um único dia. “É o grande dia que o Senhor fez.”

[Íntegra]: Mensagem Urbi et Orbi do Papa Francisco pela Páscoa

20/04/2014 - 06:40 pm .- Neste Domingo de Páscoa, como de costume, o Santo Padre saiu ao balcão que depara a Praça de São Pedro para proclamar a mensagem Urbi et Orbi (à cidade e ao mundo) pela ocasião da solenidade da Ressurreição do Senhor.

Ponhamo-nos a caminho do Ressuscitado, exorta o Santo Padre na Vigília Pascal

20/04/2014 - 08:47 am .- Na noite de Sábado, 19, o Santo presidiu na Basílica de São Pedro a celebração da Vigília Pascal, e exortou os fiéis a sair em busca do Ressuscitado no Horizonte de vida e plenitude que o Senhor Jesus oferece.

[Íntegra]: Homilia de Frei Raniero Cantalamessa na Celebração da Paixão do Senhor no Vaticano

18/04/2014 - 09:37 pm .- Nesta Sexta-feira Santa, na celebração da Paixão do Senhor na Basílica Vaticana, a reflexão após as leituras foi feita pelo pregador da Casa Pontíficia, o franciscano Raniero Cantalamessa, que meditou sobre a traição de Judas e os males que traz o apego ao dinheiro.

[Texto Completo]: Homilia do Papa Francisco na Missa Crismal no Vaticano

17/04/2014 - 01:11 pm .- Nesta Quinta-feira Santa, ao celebrar a Missa Crismal na Basílica de São Pedro. o Papa Francisco recordou aos sacerdotes que “o Senhor nos ungiu em Cristo com óleo de alegria” e destacou que esta alegria tem três traços significativos, pois “é uma alegria que nos unge (não que nos lubrifica e nos torna untuosos, suntuosos e presunçosos), é uma alegria incorruptível e é uma alegria missionária que irradia e atrai a todos”.

Refugiados sírios na Jordânia vivem Semana Santa com a esperança de ver o Papa Francisco em breve

17/04/2014 - 01:11 pm .- O diretor da Cáritas na Jordânia, Wael Suleiman, explica as dificuldades e os desafios que vivem diariamente os 20 mil refugiados cristãos da Síria que que estão sob seus cuidados e como viverão a Semana Santa longe de seus lares.   Em declarações à agência vaticana Fides, Suleiman explica que os refugiados “seguem aumentando e se preparam para viver uma Páscoa marcada pelo desânimo e o cansaço espiritual”. “Tínhamos pensado celebrar liturgias para os refugiados sírios de fé católica”, explicou, “mas nos demos conta que não tinham o estado de ânimo apropriado. Eles preferem participar das celebrações nas paróquias da Jordânia, em meio aos fiéis daqui”.   “Estão cansados, resignados, e não estão interessados em liturgias e celebrações reservadas para eles, que lhes recordem sua condição de deslocados e o sofrimento que experimentaram. Esperam com esperança, isto sim, a chegada do Papa Francisco à Jordânia”.   No programa da visita está previsto que o Papa se reúna com alguns deles em Betânia, nas proximidades do Rio Jordão, perto do lugar do batismo do Jesus.    O diretor da Cáritas Jordânia confirmou a Fides o aumento progressivo dos cristãos na multidão de refugiados sírios presentes no Reino: “Não é como no princípio, quando entre as primeiras ondas de refugiados não havia cristãos”. Agora, disse Suleiman, “são mais de 20.000”. “Um número pequeno em comparação à massa de um 1.300.000 refugiados sírios que segundo dados do governo estão alojados em Amã, na Jordânia”.   Suleiman assinalou que “dificilmente se possa esperar que os cristãos que fugiram da Síria retornem no fim da guerra. Isto significa que em algumas cidades, como Homs e Aleppo, muitos bairros cristãos permanecerão vazios de seus habitantes por um longo tempo”.   Enquanto isso, espera-se para final de abril, a abertura de novas áreas no campo de refugiados de Al-Azraq, que terão capacidade para 130.000 refugiados, convertendo-se no campo maior realizado até o momento em toda a região para comportar crianças, mulheres e homens que fogem do conflito em Síria.    O primeiro grande campo de Zaatari se transformou com o tempo em uma “cidade provisória” com centros de saúde, escolas e um campo de futebol. “Esta transformação dos campos em lugares menos precários”, assinala o diretor do Caritas para a Jordânia, “é um sinal eloquente: ninguém pode predizer quanto tempo os refugiados sírios permanecerão fora de sua pátria”.

Obama afirma que o Papa Francisco é uma “inspiração” e cita a Evangelii Gaudium em ato público

17/04/2014 - 11:28 am .- Em sua intervenção durante o tradicional Café da manhã de Oração pela Páscoa na Casa Branca, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recordou sua recente visita ao Papa Francisco, descreveu-o como uma inspiração e citou a encíclica Evangelii Gaudium, que recebeu de presente do Pontífice.

Publicado o texto das meditações da Via-Sacra com o Papa Francisco na Sexta-Feira Santa

16/04/2014 - 01:33 pm .- O Escritório para as Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice divulgou nesta terça-feira o texto das meditações que serão lidas durante a Via-Sacra que o Papa presidirá na Sexta-Feira Santa no Coliseu Romano.

Bento XVI completa hoje 87 anos

16/04/2014 - 01:11 pm .- Nesta quarta-feira, 16, Joseph Ratzinger, que adotou o título de Bento XVI, completa hoje 87 anos de idade, e pela primeira vez na qualidade de Pontífice Emérito. Dentro de três dias, no dia 19 de abril, o Bispo Emérito de Roma celebrará o nono aniversário de sua eleição como Sucessor de São Pedro, ocorrida em 2005.

Papa Francisco: a Ressurreição não é o final feliz de uma linda fábula, mas a intervenção da força de Deus

16/04/2014 - 12:45 pm .- Antes da Oração do ângelus desta Quarta-feira, 16,  o Papa Francisco refletiu que a Ressurreição é a intervenção da força de Deus quando toda esperança parece perdida e não “o final feliz de uma linda fábula”.

Religiosa relata penúrias de cristãos na Síria: caminham até 45 minutos para chegar à Missa

16/04/2014 - 11:30 am .- A irmã Maria de Guadalupe retornou a sua cidade natal, Vila Mercedes, em San Luis (Argentina), depois de permanecer por dois anos na cidade de Aleppo, na Síria, acompanhando a tarefa pastoral encomendada a sacerdotes e religiosas do Instituto do Verbo Encarnado (IVE).

Papa nomeia novo bispo para Diocese de Osasco (SP)

16/04/2014 - 11:23 am .- Após aceitar a renúncia de Dom Ercílio Turco, ao atingir o limite de idade estabelecido pelo cânon 401.1 do Código de Direito Canônico, o Papa Francisco nomeou hoje, 16, como novo bispo de Osasco (SP) Dom João Bosco Barbosa de Sousa, OFM, até então bispo de União da Vitória (PR).

Jovens espanhóis criam site contra expropriação da Catedral de Córdoba

16/04/2014 - 09:30 am .- Um grupo de jovens de Córdoba (Espanha) criou o site http://keepcalmezquita.com/ onde dão informação verdadeira e rigorosa sobre a expropriação que se pretende fazer da Catedral de Córdoba.

Jovens brasileiros entregam símbolos das JMJ aos poloneses e tiram fotos com o Papa

16/04/2014 - 09:05 am .- Neste domingo, 13, a Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude, foram entregues pelos jovens brasileiros à juventude polonesa no final da Missa de Ramos, na Praça São Pedro, no Vaticano. Os jovens cariocas tiveram um momento com o Papa onde receberam dele algumas palavras e puderam tirar fotos, incluindo fotos ao estilo Selfie.

Bispos de países latino-americanos recordam que a Semana Santa não é tempo de diversão

16/04/2014 - 07:41 am .- No marco da celebração da Semana Santa, bispos de diferentes países da América Latina, recordam e alentam os fiéis a viver estes dias com humildade e um coração disposto a pedir perdão recordando que a Semana Santa não é para tirar umas férias ou divertir-se, nem de simples tradições.

Vaticano desmente suposta audiência do teólogo da libertação Frei Betto com o Papa Francisco

15/04/2014 - 05:58 pm .- Após certa controvérsia gerada por meios que qualificaram erroneamente o breve encontro entre Francisco e o teólogo da libertação, Frei Betto, como “audiência privada”, o Vaticano afirmou que o Papa e o controvertido dominicano brasileiro jamais tiveram um diálogo. Frei Betto simplesmente esteve presente no beija-mão, um ato que o Papa realiza com dezenas de sacerdotes e leigos ao final das audiências gerais das quartas-feiras.

RECOMENDAMOS »

Abr
24

Católico em dia

24 de abril de 2014

  • Você sabia que: A criação de cardeais leva-se a cabo por decreto explícito do Romano Pontífice aos quais elege para ser seus principais colaboradores e assistentes.

Videos

A falta de oração leva à mediocridade espiritual
A falta de oração leva à mediocridade espiritual
Papa Francisco: Nem a doença, nem a morte, poderá nos separar de Cristo
O Papa: A Igreja é a casa da Alegria
A comunhão fraterna leva à comunhão com Deus, diz o Papa
O Papa no Encontro Mundial das Famílias: Viver a Reconciliação Sempre
Maria é modelo de caridade e união com Cristo, destaca o Papa
Francisco exorta a rezar sempre sem jamais cansar-se
Rezar e anunciar o Evangelho é tarefa de todo cristão, afirma Francisco
Deus, nossa força, nos surpreende e nos pede sermos fiéis
O verdadeiro cristão segue o Senhor até a Cruz
A fé é a respiração da alma
Papa Francisco sobre Naufrágio em Lampedusa: uma vergonha!
Deus sempre acompanha a humanidade ao longo da história
Bento XVI: Jesus nos mostra o rosto de Deus
Bento XVI recorda que devemos ser sinais da ação de Deus no mundo
Bento XVI: é urgente falar de Deus no mundo atual
Bento XVI: Deus não é um absurdo embora seja sempre um Mistério
Bento XVI fala de três vias para que o coração do homem chegue a Deus
O homem, mendigo de Deus: catequese de Bento XVI
A fé nunca é um ato puramente individual, destaca Bento XVI
Bento XVI: Não nos basta a ciência, é a fé que nos sustenta
Bento XVI: a plenitude humana consiste no amor
Missa de abertura do Ano da Fé
Bento XVI: O concílio e a beleza da nossa fé
A oração jamais pode ser feita de modo individualista

Podcast

Evangelho do dia

Lucas 24, 1-12

Evangelho
Data
03/30/14
03/29/14
03/28/14

Homilia do dia

Lucas 18,9-14

Homilia
Data
03/29/14
03/28/14
03/27/14

Mais Popular

  Assinar 
Cancelar Assinatura
  

Siga-nos: